Resenha de Um Caminho para a liberdade, escrito pela autora Jojo Moyes

O romance é baseado em uma história real que aconteceu na década de 1930 — no período da “grande depressão” que ocorreu nos EUA —, em Kentucky, um estado da região sudeste dos EUA.

Em Um caminho para a liberdade a autora relata a jornada de cinco mulheres que trabalhavam em uma biblioteca itinerante onde elas faziam as viagens a cavalo, pois era a única forma de chegar àquelas regiões inóspitas, para levar livros e revistas às famílias que não tinham acesso a estudos e a escolas.

Alice, Izzy, Beth e Sophia lideradas por Margery são as mulheres que iniciam esse trabalho e durante a narrativa da história, nós vamos conhecer suas histórias pessoais e suas motivações. Estas mulheres eram remuneradas pela WPA que fundou o projeto da biblioteca itinerante.

Título: Um caminho para a liberdade

Autora: Jojo Moyes

Gênero: Romance

Editora: Intrínseca

Onde adquirir: Amazon

Sinopse

Cinco mulheres vão enfrentar uma cidade inteira por amor aos livros. E juntas vão descobrir o poder do conhecimento, da liberdade e da amizade.

Em uma época em que não seguir os costumes e a religião era uma transgressão gravíssima, o caminho de um grupo de mulheres se cruza de maneira inesperada. A década de 1930 está chegando ao fim, e, em uma pequena cidade do interior dos Estados Unidos, a ideia de que as moças administrem uma biblioteca itinerante desafia o status quo.

Com o compromisso de levar livros para os moradores mais pobres da região, Margery, Alice, Beth, Sophia e Izzy aceitam trabalhar na biblioteca. E à medida que enfrentam inúmeras dificuldades, como aprender a cavalgar, percorrer rotas de difícil acesso e suportar o preconceito dos mais conservadores, elas fortalecem o laço que as une e descobrem mais sobre si mesmas. Em pouco tempo, toda a cidade se volta contra o grupo, colocando em risco a sobrevivência do projeto. E as mulheres vão se perguntar mais uma vez se o poder das palavras será suficiente para salvá-las.

Inspirado em uma história real, Um caminho para a liberdade fala de lealdade, independência e justiça. Com uma trama envolvente e emocionante, Jojo Moyes faz o leitor refletir sobre as redes de apoio e amizade entre mulheres e como é preciso ir além dos nossos — supostos — limites. Afinal, conquistar a liberdade nunca é fácil.

O que achei de Um caminho para a liberdade

Uma história motivadora. Um caminho para a liberdade enfatiza o que é necessário para se ter liberdade. Nos mostra que as batalhas são inevitáveis para tal. Também dá exemplo de sororidade, de empatia e amizade entre as mulheres.

As mocinhas

Cinco mulheres tão diferentes com um propósito tão comum. Desafiando o mundo ao seu redor e suas próprias limitações para ajudar o próximo. Com isso, elas ajudaram não só os outros, aqueles que não tinham acesso a livros e as informações que elas os levavam, mas ajudaram a si mesmas. Cresceram a cada nova viagem naquele lugar cheio de pedras no caminho.

Mais sobre a obra

Um caminho para a liberdade já teve seus direitos vendidos para uma adaptação cinematográfica e embora seja baseada em uma história que aconteceu a quase um século atrás, o assunto ainda vive atual aqui no Brasil.

Em pleno século XXI, o governo deste país está querendo dificultar ainda mais o acesso a livros a sua população.