Lançamento 2023: “Vermelho Branco e Sangue Azul” no Amazon Prime Video

Uma História de Amor Real em um Mundo de Política Fictícia

Se você está procurando uma história que mistura romance, política e diplomacia, “Vermelho, Branco e Sangue Azul” é o filme perfeito para você. Adaptado do romance de sucesso de Casey McQuiston, esse filme lançado na Amazon Prime Video promete cativar o público com uma trama que transcende gêneros e fronteiras.

Assista ao trailer do filme Vermelho, Branco e Sangue Azul:

Fonte: Youtube/Prime Video Brasil

Sobre o que fala Vermelho Branco e Sangue Azul

A premissa da história gira em torno de Alex Claremont-Diaz, o carismático primeiro filho da presidenta dos Estados Unidos.

Um Encontro Real Complicado

Em um contexto em que a política está no centro das atenções e as relações internacionais são complicadas, Alex se vê em uma situação inusitada quando sua família é convidada para o casamento real do príncipe britânico Philip.

O que poderia ser um encontro diplomático amigável se transforma em um incidente de proporções épicas quando Alex se encontra em uma situação embaraçosa com o príncipe Henry, irmão mais novo de Philip.

Uma Solução Inusitada

A mídia não perde tempo em explorar o incidente e observar fotos do confronto entre Alex e Henry. Diante dessa situação, com a diplomacia internacional em risco, uma solução precisa ser encontrada para evitar um desastre nas relações entre os Estados Unidos e a Grã-Bretanha.

Aqui entra o plano inusitado: encenar uma falsa amizade entre Alex e Henry. O que começa como uma estratégia para controle de danos se transforma em uma trama complexa que irá envolver não apenas a política, mas também os sentimentos mais profundos dos protagonistas.

Política, Amor e Segredos

Enquanto a mãe de Alex, a presidenta Ellen Claremont, luta por sua reeleição, ele se vê em um relacionamento secreto com Henry.

Esse romance proibido ameaça não apenas a campanha de reeleição, mas também coloca em risco as relações entre as duas nações.

A narrativa mergulha nas complexidades desse relacionamento, explorando como o amor pode florescer mesmo nas circunstâncias mais inesperadas.

Confira as edições de Vermelho Branco e Sangue Azul

Da Página à Tela: A Adaptação Audiovisual de Vermelho Branco e Sangue Azul

O Elenco e a Direção

A transição de uma obra literária para a tela nem sempre é fácil, mas “Vermelho Branco e Sangue Azul” parece ter encontrado o caminho certo.

O filme é estrelado por Taylor Zakhar Perez no papel de Alex e Nicholas Galitzine como o príncipe Henry. A escolha desses atores foi crucial para dar vida aos personagens e transmitir a profundidade de suas emoções.

A direção do filme é assinada por Matthew López, conhecido por seu trabalho em séries como “The Newsroom”. Mesmo sendo sua estreia na direção de um longa-metragem, López demonstra habilidade em capturar os aspectos emocionais da trama, proporcionando uma experiência envolvente para o público.

Um Conto de Fadas Contemporâneas

López descreve o filme como um “conto de fadas maravilhoso” para o público LGBTQIAP+. Essa característica é um dos pontos fortes da obra, pois oferece uma narrativa inclusiva e competitiva, refletindo a realidade de muitos espectadores.

Classificação e Conteúdo

Uma surpresa para muitos foi a classificação do filme como R-Rated pela Motion Picture Association.

Embora o filme aborde temas relevantes para adolescentes, como relacionamentos e descoberta de identidade, a classificação indica que há “algum conteúdo sexual, nudez parcial e linguagem” no projeto.

Isso ressalta a importância de entender a audiência-alvo e estar preparado para o conteúdo apresentado.

Opinião

Vermelho Branco e Sangue Azul”: Um Romance Cativante e Inovador que Desafia Convenções

Então, sobre o que achei de “Vermelho Branco e Sangue Azul”, é o seguinte: você entra num mundo que só existe na imaginação, obviamente, mas que mistura uns lances sérios de política, negociação internacional e um amorzão de arrepiar.

A galera que botou o filme de pé pegou os personagens cheios de nuances que a Casey McQuiston criou nos livros e deu vida a eles de forma muito cativante. É tipo te puxar pra dentro das histórias deles e te deixar totalmente envolvida (o).

Com um elenco que está no nível hard de talento, e o Matthew López, o diretor, soube fazer essa narrativa transcender os limites do convencional, combinando romance e política, e explorando temas contemporâneos de identidade e relacionamentos.

Se você quer uma experiência audiovisual que não fica só na mesmice, precisa dar uma chance pra “Vermelho Branco e Sangue Azul”. Essa história vai te pegar de jeito, te fazer pensar como o amor pode brotar em lugares que a gente nem imaginava.

Dúvidas frequentes

desenho dos personagens principais do livro vermelho branco e sangue azul

Quem são os atores principais do filme Vermelho Branco e sangue azul?

Os atores principais de “Vermelho Branco e Sangue Azul” são:

Taylor Zakhar Perez, que interpreta Alex Claremont-Diaz, o filho da presidenta dos Estados Unidos.

Nicholas Galitzine, que interpreta o príncipe britânico Henry.

Esses dois atores desempenham papéis centrais na trama do filme, dando vida aos personagens principais e à dinâmica de relacionamento entre eles.

Qual a classificação etária de vermelho branco e sangue azul?

O filme foi classificado como R-Rated. Essa classificação geralmente indica que o filme é recomendado para um público adulto, geralmente com idade de 17 anos ou mais, devido à presença de conteúdo maduro, como linguagem forte, cenas de violência intensa, cenas de sexo explícito ou nudez, uso de drogas e outros temas adultos.

Portanto, é importante levar em consideração essa classificação ao decidir assistir ao filme, especialmente se você estiver abaixo da faixa etária recomendada.

Vermelho, branco e sangue azul é LGBTQIAP+?

capa do livro vermelho branco e sangue azul + imagem do casal no filme

Sim, a história central do filme “Vermelho Branco e Sangue Azul” envolve um romance entre dois rapazes. Esse relacionamento é um dos elementos-chave da trama e é central para o desenvolvimento dos personagens e da narrativa.

A menção ao filme como um “maravilhoso conto de fadas” para o público LGBTQIAP+, conforme citado pelo diretor Matthew López, sugere que a história abraça a diversidade e representa essa comunidade de maneira positiva e inclusiva.

Portanto, “Vermelho Branco e Sangue Azul” é um exemplo de uma narrativa que destaca personagens e relacionamentos que fazem parte do espectro LGBTQIAP+.

Quem produziu o filme Vermelho Branco e Sangue Azul?

O filme “Vermelho Branco e Sangue Azul” está sendo produzido pela Amazon Prime Video.

Onde assistir vermelho, branco e sangue azul?

Para assistir ao filme “Vermelho, Branco e Sangue Azul”, você pode acessá-lo na plataforma de streaming Amazon Prime Video.

No entanto, é necessário ser um assinante do Amazon Prime para ter acesso ao conteúdo.

Caso você ainda não seja membro, você pode se tornar um assinante clicando AQUI e obter uma assinatura que oferece uma série de benefícios, incluindo acesso ao catálogo de conteúdo original do Prime Video.

Dessa forma, você poderá desfrutar do filme e de muitos outros programas e filmes disponíveis na plataforma.

O que significa R-Rated na classificação de filmes?

A classificação R-Rated é uma designação usada principalmente no sistema de classificação indicativa de filmes dos Estados Unidos, pertencente à Motion Picture Association (MPA).

Essa classificação indica que o filme é recomendado para um público adulto, geralmente com idades de 17 anos ou mais.

Imagens: Amazon/ Canva/

Os redatores do site adrielia.com não são ligados aos fabricantes dos produtos recomendados. No entanto, publicamos links que contam com programas de afiliados. Texto protegido pela Lei de Direitos Autorais nº 9.610/98. Fica totalmente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo sem a devida autorização do autor.